Monólogo do Povo

Padrão

“É seu povo que vive de repente porque não sabe o que vem pela frente, então ele costura fantasia, sai fazendo fé na loteria, se apinhando se esgoelando no estádio, bebendo do gargalo, pondo no rádio sua própria tragédia a todo volume, morrendo por amor e por ciúmes e matando por um maço de cigarros, se atirando debaixo de carro”.

Trecho do Monólogo do Povo (Gota d’Água), de Chico Buarque.

Simplesmente foda.

Anúncios

3 comentários sobre “Monólogo do Povo

  1. Fernanda: a respeito deste tal Matheus, lastimável!
    Um ser que não respeita as escolhas dos outros não dever ser levado em consideração, o que ele está pondo pra fora é toda a m… que tem por dentro. Nada resta de bom. Concordo totalmente sobre a Verinha, excelente pessoa. Um abraço

  2. matheus

    é, vocês nem imaginam a podridão que eu carrego dentro de mim!

    interessante que vocês me veem como o pior dos seres humanos apenas por que eu comentei algumas coisas…
    eu sou lastimável, eu sou uma criança?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s