Dias assim

Padrão

Alguns dias são assim. Dias de pouco dormir, de muito pensar e de nada entender. Me olho no espelho e não me reconheço; A pele maltratada, as olheiras fundas, os olhos desnorteados buscando alguma razão. Me ponho a buscar minha imagem. Me ponho a rever os erros, a medir meu amor desmedido. Ajeito os cabelos desarrumados, e volto a pô-los em desalinho. São só um reflexo. Me perco em ângulos diversos. Com caretas, busco redescobrir minha verdadeira face.

Os dentes trincados imploram uma escova. As pernas cansadas reclamam descanso. Caminham lerdas na direção de um desabafo. Os dedos doídos selecionam palavras a esmo, editam e falam do mesmo. Porque é sempre a mesma história, em dias assim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s